Adicionar aos favoritos
Adicione aos Favoritos Adicione aos Favoritos
Domingo, 21 de Junho de 2009

Mais de mil cartas e encomendas postais foram apreendidas a um carteiro dos CTT, de 41 anos pela Polícia Judiciária de Aveiro.

O carteiro foi detido, anteontem, pela PJ, e é suspeito da prática dos crimes de violação de correspondência e peculato.

A residir em Aveiro, o detido prestava serviço no Centro de Distribuição Postal dos CTT de Ovar e tinha a seu cargo a volta da zona do Furadouro, segundo apurou o JN.

Desde a simples correspondência a vales postais, de tudo se apoderava o carteiro que, no entanto, tinha uma certa propensão para o desvio de encomendas postais, sobretudo as que eram provenientes do estrangeiro.

Segundo a PJ de Aveiro, a actividade ilícita do detido - que vai ser presente às autoridades judiciais para aplicação de medidas de coacção - terá decorrido durante os últimos cinco anos, pelo "que os eventuais e variados prejuízos causados aos destinatários desta correspondência podem atingir níveis bastante elevados".

A acção policial foi desencadeada depois de muitos residentes na zona do Furadouro terem reclamado pelo não recebimento de correspondência, entre as quais encomendas de caros produtos de higiene pessoal, que tinham adquirido a empresas internacionais, com recurso a compras pela Internet. Foi, aliás, o acumular de queixas junto dos CTT de correspondência e encom endas postais que levou a Polícia Judiciária a intervir.

"Ainda é cedo para se ter uma ideia geral dos valores que estão em causa", disse, ao JN, um porta-voz da PJ de Aveiro.



publicado por Carteiro às 22:07 | link do post | comentar

Sexta-feira, 5 de Junho de 2009

Até 2011 tem que acabar o monopólio dos CTT no serviço de correspondência postal. É uma medida que beneficia os portugueses e que foi ditada pela União Europeia.


Daqui a dois anos, ir “aos Correios” poderá não ser sinónimo de ir a uma estação dos CTT.

Na legislatura que agora termina o Parlamento Europeu aprovou a abertura total dos serviços postais à concorrência. Isto significa que, em 2011, haverá mais empresas a prestar esses serviços em Portugal, assim haja interessados.

Hoje já existe concorrência no correio expresso ou nas encomendas postais, mas em breve os CTT perderão o monopólio no sector das cartas até 50 gramas de peso, que é o grosso da correspondência que usamos diariamente.

Para o consumidor individual, a principal diferença estará na possibilidade de enviar uma carta ao balcão de um qualquer outro serviço, não sujeito ao horário dos Correios.

Já para as empresas, que enviam, por exemplo, centenas ou milhares de facturas aos seus clientes a cada mês, a maior vantagem será a concorrência e uma maior margem para negociar preços.

Para sossegar os mais proteccionistas, Bruxelas assegura que o mercado dos serviços postais estará sujeito a padrões de qualidade e supervisão atenta pelas autoridades de comunicações de cada país.



publicado por Carteiro às 20:15 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quinta-feira, 4 de Junho de 2009

Mais uma vez, os moradores do Lugar de Cones, em Maximinos, Braga, mostram-se descontentes com a falta de informação e com a constante ignorância a que são remetidos por parte da Junta de Freguesia. As suas ruas continuam sem nome e sem número de porta.

Há cerca de um ano, devido à falta de nomenclatura das ruas, estes mesmos moradores tiveram vários problemas devido à falta de recepção de correio.

O funcionário dos CTT mudou e como as ruas não tinham nome (sendo designado de Lugar), o correio não era entregue e nem os CTT, nem a Junta assumiam a responsabilidade dos extravios. Este assunto foi relatado pelo JN em Junho de 2008.

Uns meses depois, saiu uma peça num jornal regional, muito pouco elucidativa, sobre s nomes que iriam ser dados às ruas daquela zona.

Esta notícia em quase nada elucidou os leitores interessados dado o seu teor confuso (ver foto).

Actualmente, já começaram a ser colocadas placas nas ruas, mas numa delas, a mais escondida e mais erma, ainda nada foi dito ou decidido.

“Só a nossa rua é que não tem nome” afirma uma das moradoras, salientando que já questionou o presidente da Junta, João Seco Magalhães, sobre a situação, e que este em nada a soube esclarecer.

“As férias estão a chegar, os funcionários dos correios vão trocar de novo e vai acontecer o mesmo que aconteceu no ano passado”, alerta um outro morador.

São decididos nomes, são colocadas placas, e os moradores não são informados de nada. Não sabem se têm de se dirigir a algum lado, se têm, onde terá de ser, não sabem números…. Nada.

É com este ambiente de indignação e consternação que alguns moradores de Cones reagem face ao “desprezo” constante por parte dos Órgãos locais.



publicado por Carteiro às 12:54 | link do post | comentar

mais sobre mim
Pesquisar
Pesquisa personalizada
Via CTT

Visita
arquivos

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

links
posts recentes

CTT ficam com o serviço p...

CTT gastam 10,5 milhões c...

CTT é a empresa pública c...

Paredes de Coura: Correio...

Crise fecha mais um posto...

CORREIO: Sindicato acusa ...

OS ABUSOS QUE VÃO PAIRAND...

Comité de Estratégia dos ...

Correios: CTT encerraram ...

Louçã sai em defesa de CT...

Estão on-line
Contador
contador de acessos grátis
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


comentários recentes
Dirija-se ao CDP ou Estação de Correios mais proxi...
Boa tarde,Antes de mais peço desculpa por usar est...
Isto ainda não é nada, muita mais coisa virá!! Pre...
Através dos posts que eu tenho lido aqui pelo teu ...
Estou farto de perder dinheiro com os CTT. Mando v...
Finalmente os Boys estão a ser descobertos!!!Isto ...
A JUnta de Freguesia de Afife é uma vergonha , and...
Já estão a preparar a privatização com estes lucro...
certinho
Pois é nao só os carteiros se queixam , mas tambem...
O Carteiro

blogs SAPO
subscrever feeds