Adicionar aos favoritos
Adicione aos Favoritos Adicione aos Favoritos
Sexta-feira, 22 de Janeiro de 2010

Empresa quer melhorar tratamento postal e apostar na internacionalização.

O grupo CTT vai investir 190 milhões de euros nos próximos dois anos, com vista a preparar a empresa para a última fase da liberalização postal, a ocorrer em Janeiro de 2011. A aposta será feita essencialmente no tratamento do correio nacional, bem como no desenvolvimento de novos negócios, parcerias e aquisições, onde se incluem os projectos de internacionalização.

De acordo com o previsto no Plano Estratégico dos Correios para o triénio 2010-2012, aprovado recentemente e que recebeu o nome "ctt 2012", dos 190 milhões de euros anunciados, mais de metade destina-se a projectos envolvendo a empresa-mãe (CTT, SA), que receberá 105 milhões de euros, de acordo com o comunicado ontem emitido pelo grupo.

Estas verbas visam reforçar as condições de funcionamento dos Correios, de forma a melhor poder enfrentar a última fase da liberalização postal europeia, que chega a 1 de Janeiro de 2011. A partir de então, qualquer empresa poderá entrar no negócio de distribuição de correio, com peso inferior a 50 gramas, a última fatia do mercado a liberalizar e igualmente a menos apetecível, pela baixa rentabilidade do negócio.

Apesar de não ser esperada muito concorrência neste segmento de actividade, os CTT vão preparar-se, "com segurança e capacidade de diferenciação" face aos restantes concorrentes, adianta o mesmo comunicado.

O primeiro investimento e o mais prioritário em termos de tratamento do correio é o Centro Operacional de Correio do Norte, na Maia, o segundo maior a seguir ao de Cabo Ruivo, em Lisboa. A sua inauguração está prevista para o último trimestre de 2010, absorvendo um investimento de 10,1 milhões de euros.

Para além deste centro, o grupo vai investir 13,4 milhões de euros no incremento do grau de automatização das operações de tratamento de correspondência. Está ainda prevista a renovação da frota automóvel, projecto que irá custar 13,1 milhões de erros.

Os CTT inscreveram ainda no plano uma verba total de 38,5 milhões de euros destinada a ser aplicada nos sistemas de informação, que suportarão soluções de mobilidade da rede de distribuição, atendimento ao cliente, negócios digitais, o upgrade da actual plataforma de gestão de recursos humanos e o desenvolvimento de uma nova plataforma de suporte à prestação de serviços financeiros.

No que respeita às actuais participadas do grupo CTT, o investimento previsto ultrapassa os 26 milhões de euros. Destes, 20 milhões estão destinados aos braços dos CTT para o correio expresso e encomendas em Portugal (CTT Expresso) e Espanha (Tourline Express). Segundo a empresa, o investimento centrar-se-á em projectos de logística e de sistemas de informação de suporte aos negócios.

Além da casa-mãe, o grupo CTT é composto por mais seis empresas: CTT Expresso, PostContacto, Tourline Express, Payshop, Mailtec e EAD. Os CTT detêm ainda uma posição de 20% da Multicert, empresa de serviços de certificação electrónica.



publicado por Carteiro às 16:41 | link do post | comentar

3 comentários:
De josé a 17 de Fevereiro de 2010 às 18:36
Quanto vai ser gasto em formação? Quanto vai ser gasto na compra de material digno para a distribuiçaõ?Será que não se arranja uns capacetes fluorescentes para combinar com o resto da bela farda?(que mais parece do homem do lixo, mas se cada vez vamos pegar mais tarde para que raio precisamos de refletores na roupa)HAJA UM QUE NOS GOVERNE, MAS EM CONDIÇÕES.



P.S Podia estar aqui a tarde toda a inumerar as aberrações que esta empres pratica mas já foi um desabafo.De onde será que vem o dinheiro, será dos TRABALHADORES dos "comerciais" e das grandes chefias não vem de certeza.


De Carteiro a 24 de Fevereiro de 2010 às 21:36
Sem duvida... Concordo na totalidade. O dinheiro ou vem dos trabalhadores ou dos contribuintes. Horários: Começar cedo a trabalhar e terminar tarde até ser noite... de noite não dá para entregar cartas. Trabalho precário, falta de pessoas e a fazer o trabalho com as mesmas a dobrar. Depois doentes, acidentes, baixas...BOAS CONDIÇÕES DE TRABALHO. Bons prémios para os gestores e o escravo branco a trabalhar para lhes pagar.


De osul a 12 de Maio de 2011 às 00:11
certinho


Comentar post

mais sobre mim
Pesquisar
Pesquisa personalizada
Via CTT

Visita
arquivos

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

links
posts recentes

CTT ficam com o serviço p...

CTT gastam 10,5 milhões c...

CTT é a empresa pública c...

Paredes de Coura: Correio...

Crise fecha mais um posto...

CORREIO: Sindicato acusa ...

OS ABUSOS QUE VÃO PAIRAND...

Comité de Estratégia dos ...

Correios: CTT encerraram ...

Louçã sai em defesa de CT...

Estão on-line
Contador
contador de acessos grátis
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


comentários recentes
Dirija-se ao CDP ou Estação de Correios mais proxi...
Boa tarde,Antes de mais peço desculpa por usar est...
Isto ainda não é nada, muita mais coisa virá!! Pre...
Através dos posts que eu tenho lido aqui pelo teu ...
Estou farto de perder dinheiro com os CTT. Mando v...
Finalmente os Boys estão a ser descobertos!!!Isto ...
A JUnta de Freguesia de Afife é uma vergonha , and...
Já estão a preparar a privatização com estes lucro...
certinho
Pois é nao só os carteiros se queixam , mas tambem...
O Carteiro

blogs SAPO
subscrever feeds